Rachaduras, trincas e fissuras

Falarei neste artigo sobre as fendas em tetos e paredes, causa de preocupação em muitos moradores e que aparecem em grande parte das residências. Saber se elas são perigosas, como diferenciá-las, os tipos, as causas e consequências. Todos estes tópicos serão discutidos nesse artigo.
Com o texto a seguir, verá que algumas vezes nós mesmos conseguimos fazer os diagnósticos e resolver o problema. Porém, dependendo do nível de gravidade, é necessário e prudente procurar um especialista.

Como consigo identificar a fissura, trinca ou rachadura?

A primeira coisa a saber é qual o tipo de fenda. Elas possuem características distintas umas das outras, das mais finas a mais grossas, das menos a mais profundas, das menos a mais perigosas.
Examinar a fenda visualmente algumas vezes já identifica o seu tipo. Porém, pode acontecer de não saber a profundidade e espessura dela apenas olhando. Dessa maneira é recomendado fazer um simples exame que consiste em colocar uma régua na abertura e medir sua profundidade e espessura. Anote quantos milímetros ela penetra na parede ou teto danificados e meça também a espessura pela superfície. Você pode também fazer uma marcação com giz no final da fenda para saber se ela continua a abrir.
Para saber se ela evoluiu com o tempo, anote o primeiro dia que você fez o exame da régua e as medidas da abertura (profundidade e largura), em quantos milímetros ela está profunda e larga. Espere algum tempo, de alguns dias a 1 mês e faça este exame novamente anotando suas medidas e depois as compare e veja se teve alteração ou se ficou estável. Se a evolução for rápida, procure imediatamente ajuda com um profissional.

Dicas simples:
  • acompanhe a evolução da abertura com o exame da régua;
  • verifique a profundidade e espessura da fenda;
  • verifique se a fenda está nos elementos estruturais: vigas, lajes, pilares.

Fendas nas vigas:




Fenda vertical: no meio da viga, a causa provável é flexão da viga. Consequência: a viga pode se partir.





Fenda inclinada: nascendo da junção pilar e viga, a causa provável é sobrecarga. Consequência: a viga pode se separar do pilar.






Fendas nos pilares:





Fenda inclinada: a causa provável é o afundamento do solo. Consequência: deformação da fundação.




Fenda horizontal: a causa provável é o afundamento do solo ou por cargas fora do eixo do pilar. 











Fenda vertical: a causa provável é sobrecarga do pilar.







Fendas nas paredes:





Fenda acompanhando a laje: as causas prováveis são sobrecarga, falta de amarração da parede com a viga, ação de temperatura (dilatação e contração), adensamento da massa de assentamento de tijolos.






Fendas em direções diferentes: as causas prováveis são retração da argamassa, alvenaria ou falta de aderência da pintura ou da argamassa à parede.






Fenda inclinada: a causa provável é recalque (assentamento do solo), um dos lados da fundação está afundando ou já afundou.






Fenda vertical: a causa provável é falta de amarração da parede com algum pilar ou outra parede.

Fenda horizontal próxima do piso: as causas prováveis são recalque do baldrame ou subida de umidade.







Fendas no teto:




Fendas no teto: as causas prováveis são sobrecarga na laje, falta de resistência da laje, recalque da laje. 






Quando as fendas aparecem nas estruturas, normalmente ocorrem só numa direção e paralelas.
Quando as fendas aparecem na alvenaria, ocorrem em várias direções e irregulares.


Qual a diferença entre rachadura, fissura e trinca?

Quando é fissura:
- a abertura é superficial. Atinge a pintura, massa corrida, azulejo;
- sua espessura atinge até 1 mm;
- é de menor gravidade;
- é estreita e alongada;
- não possui problema estrutural, portanto, não é perigosa;
- é importante observar se a fissura evolui com o decorrer do tempo ou se permanece estável pois a fissura pode ser o primeiro estágio da fenda.

Quando é trinca:
- é mais perigosa do que a fissura;
- sua espessura é de 1 a 3 mm;
- a abertura é mais profunda e acentuada;
- ocorre a ruptura do elemento, separando em duas partes;
- pode afetar a segurança dos elementos estruturais da residência.

Quando é rachadura:
- é muito perigosa, requer imediata atenção;
- sua espessura é acima de 3 mm;
- ocorre a ruptura do elemento, separando em duas partes;
- a abertura é grande, pronunciada, profunda e acentuada;
- é de fácil observação;
- a água, o vento e a luz são capazes de passar através da parede ou teto danificados.

Quais as causas das fissuras, trincas e rachaduras?
São diversas as razões que podem estar relacionadas à ocorrência dessas fendas, desde uma simples retração da argamassa até um recalque da fundação. Citarei as mais comuns:
  • comprometimento estrutural;
  • acomodação de elementos construtivos: sempre que se constrói uma edificação, há uma acomodação do solo, um assentamento em maior ou menor grau. Assim, dependendo de como foi feita a fundação, uma parte da casa pode ceder mais que a outra e com esse deslocamento causar as fendas;
  • sobrecarga de uso calculada inadequadamente;
  • retirada de elementos de escoramento durante a fase construtiva;
  • dilatação térmica: algumas partes da casa, por ficarem expostas ao sol, dilatam ou retraem mais do que outras, podendo assim causar as fendas, como uma laje que dilata com o sol causando as trincas;
  • retração do material: é a perda de água nas camadas de revestimento. Por exemplo, a tinta no período de secagem, ocorre a perda da umidade e assim ela retrai, seu tamanho é reduzido podendo causar a fissura;
  • infiltração: quando há algum vazamento ou má impermeabilização da laje ocasionando a entrada de água da chuva, no caso do concreto a água penetrará e aos poucos atingirá a armadura de ferro provocando sua corrosão que ocasionará na pressão do concreto e daí o início das rachaduras. A consequência disto será a queda de partes do concreto, deixando a ferragem exposta, acelerando o processo de corrosão;
  • vibrações e trepidações: excesso de veículos trafegando na rua, elevadores, proximidades com obras e metrô são algumas razões para ocorrer as vibrações contínuas e assim causar as rachaduras e trincas;
  • defeito na formulação do produto e erros na aplicação.

Como tratá-las?


Os tratamentos são muitos e variam de um problema para outro. Existem questões a serem consideradas como o custo, o local e o tempo de execução do tratamento.
No caso de rachadura por infiltração, é preciso tomar providências urgente. Deve ser feito reparo na parta afetada e estancar a infiltração. Para isso é necessário contratar serviço de um profissional para a avaliação e execução da obra.
Quando se executa uma obra, é necessário fazer uma boa sondagem do terreno examinando o tipo de solo, deve-se também compactá-lo bem e fazer a fundação mais adequada para o tipo do terreno. Desta forma, provavelmente, não terá problemas futuros com rachaduras.
Com estas dicas você poderá ser auxiliado e até resolver o problema caso seja uma simples fissura na argamassa ou revestimento, mas cuidado, se desconfiar do tipo da fenda, procure um especialista e peça uma análise técnica. Se você mora em apartamento, procure o síndico para registrar e lhe dar orientação.
IMPORTANTE: não faça reparos antes de ter um diagnóstico, você pode mascarar o problema.


Até breve...
Que sua casa seja adorada!

24 comentários:

  1. Senhores esta bem claro as caracteristicas dos tipos de rachaduras.
    Meu problema sao apartir das quinas das janelas e portas sao de onde se inicia as "trincas" e ate quinas de tomadas altas. Sao evolutivas aumentam o tamanho mas nao a espessura.
    Nesse caso o que devo faser?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      Estes tipos de trincas, se na parte superior das portas e janelas, ocorrem geralmente devido ao peso da alvenaria sobre elas, onde não foi feito a contraverga que distribui o peso, ocasionando a sobrecarga. Outro motivo pode ser a amarração dos tijolos, feita incorretamente.
      Trincas superiores indicam geralmente sobrecarga (de vigas, telhado, etc).
      O importante é verificar o aumento das trincas periodicamente. Se ela está aumentando (em comprimento ou espessura) como você mencionou aqui, é sinal de perigo, é prudente chamar logo um profissional de obra e reparar imediatamente.

      Excluir
  2. Senhores, estou preocupado com uma trinca que vi na minha obra. Ela é vertical quase invisível a 1 metro de altura e mais visível na parte superior, porem é mínima mas está dos lados da parede inclusive passando pela viga para o pavimento superior. Qual a orientação vocês têm para mim?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, seguindo o que você está dizendo aqui, essas fissuras precisarão ser reparadas, com certeza. Você disse "minha obra", então entende-se que o problema já apareceu durante a obra e isso indica alguma falha durante a construção. Se você observou ainda que ela está avançando para o pavimento superior, será necessário reparar, refazer todo este pedaço. E por fim, com o profissional responsável pela obra, tente descobrir a causa dessa trinca (se começou do piso, da parede...) para não ter problemas novamente.
      Boa sorte e espero ter ajudado.

      Excluir
  3. Na minha residência há um tipo de fissura contínua de 1mm acima da janela. Ao lado da janela há uma fissura inclinada ao lado da janela com espessura de 1mm. Como resolver este problema?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, se as fissuras partiram da janela ou estão bem próximas, a causa provável é uma falha na amarração (sustentação) do vão na hora da construção da parede. É importante observar, primeiro, se essa fissura cresce com o passar do tempo pois algumas vezes as fissuras se estabilizam não oferecendo grandes perigos. Caso ela continue a crescer ou a abrir, será preciso reparar essa parte da parede, fazendo uma melhor sustentação em volta do vão (o correto).
      Boa sorte.

      Excluir
  4. Meu nome é Maria. Comprei uma casa há 10 anos. No teto da sala de jantar havia uma fissura quase que atravessando toda a sua largura. Tive orientação na época que o problema era só de argamassa. Passados estes anos a fissura voltou, aumentou em sua largura e desceu em uma das extremidades para a parede. O que pode ser?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Maria, é preciso, primeiro, buscar um histórico do que sofreu essa casa anteriormente, por exemplo, como foi feita a construção, se sofreu impactos de obras vizinhas etc, pois podem ser diversas as causas, como descritas neste artigo.
      Se você observou que ela tem crescido (em largura ou extensão) em período curto de tempo, será preciso fazer reparo na laje, pois se a fissura for reta e contínua, o problema é estrutural, ou seja, vem da laje e não somente da argamassa.
      Já vi fissuras exatamente como essa em que trepidações vizinhas contribuíram muito na abertura, mas como ela se estabilizou depois de um tempo, não foi preciso de imediato reparar.
      Busque um profissional formado por curso profissionalizante, pode te dar maior segurança e conforto. Para remover esse tipo de fissura, só refazendo a parte afetada.
      Espero ter ajudado. Boa sorte.

      Excluir
  5. No meu ap tem fissuras que saem de portas e janelas,algumas em direcao ao teto e outras inclinadas,e o interessante e que essas fissuras se unem com outras do forro teto,e tenho outra gigantesca no meu quarto,ela comeca no forro e passa por toda parede e rodapé.existe tambem na parte externa do prédio,detalhe que ele é pastilhado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Diego, como você está dizendo, parecem inúmeras as fissuras em seu apartamento e ainda no prédio em geral. Você já falou com o síndico sobre isto? Este é um problema da edificação e deve ser conversado com o responsável. Seu apartamento fica nos primeiros andares ou nos últimos? E procure conversar também com os seus vizinhos e saber se eles também têm problemas com fissuras.
      Abraço e boa sorte.

      Excluir
  6. Olá Sam, parabéns pelo Blog.
    Estou com fissuras e trincas em algumas partes da casa e já sei que algumas são por conta de assentamento da casa ao terreno e já outras por falha de projeto mesmo (na época feito por mim mesmo e um pedreiro experiente). Construí esta casa a 4 anos, onde ainda moro. O primeiro pavimento tem aprox. 90 metros quadrados e agora estou decidido a resolver todas essas questões estruturais antes de prosseguir com a obra (que terá um segundo pavimento), mas desta vez quero contratar os serviços de um profissional qualificado. Minha dúvida: um arquiteto pode tratar destas minhas questões estruturais, da correção de falhas do primeiro andar e também elaborar o projeto do segundo andar, ou seria melhor um engenheiro civil mesmo? Eu pensei primeiro em um arquiteto pois também preciso de idéias de decoração para a própria casa e também para o restante do imóvel (quintal, área de lazer, etc). Obrigado pela atenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, obrigada!
      Tanto o engenheiro como o arquiteto podem realizar tais funções. Contudo é mais recomendado o arquiteto quando se trata de assuntos estéticos como por exemplo decoração e interiores, ideias e projetos criativos. O engenheiro é mais indicado para tratar de assuntos estruturais de uma edificação (estruturas, fundação, solo etc).
      Abraço.

      Excluir
  7. Na minha casa apresenta fissuras em quase todas as quinas inferiores das janelas, são visíveis no lado externo e interno da casa. qual a gravidade e como tratar o problema?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, é difícil encontrar um diagnóstico correto para este seu caso sem ver e analisar, mas pelo que dá para perceber você está com um problema sério em sua casa pois são quase todas as janelas com fissuras e ainda do lado externo e interno. Aconselho a consultar um profissional qualificado, engenheiro civil ou até mesmo um empresa desse setor para verificar. A causa mais leve dessas fissuras pode ser falha na amarração (sustentação) dos vãos das janelas na hora da construção da parede, mas não pode se descartar outras causas mais sérias.
      Chame um especialista para verificar e saber de todo o histórico dessa construção. Reparar será necessário.
      Boa sorte.

      Excluir
  8. Boa tarde e quando essas trincas são no piso,minha casa é em cima da primeira lage,e os piso que e ceramica esta trincando em linha reta,na sala,no banheiro e agora na cozinha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, nossa Flavia, você está correndo muito perigo do jeito que está mencionando aqui. O piso de sua casa está aos poucos se abrindo. Em linha reta e se prolongando é gravíssimo, quer dizer que a laje (seu piso) está se dividindo, daí vem a trinca, e dela vem a rachadura, que é a fase final onde a laje já se parte. Uma hora (não é possível saber bem o momento) irá desabar. Tome providências logo e não fique em sua casa, ainda mais se forem trincas grossas.
      Boa sorte.

      Excluir
  9. Vou fazer uma laje em um terreno de 6x6, onde será construída uma casa, fiz uma viga em um vão de 5 metros(deixei 1mt do terreno para escada), só que ao desenformá-la vimos que a mesma apresentou uma fissura, por falta de vibração, tipo um bolsão de ar que dá pra ver de um lado para o outro, o que posso fazer. Pois aqui onde moro não tem arquiteto e muito menos engenheiro e só conto com um pedreiro experiente. A viga que fiz ficou no meio de dois pilares, pegando somente parede, antes de encher a viga perguntei para o pedreiro se não ia ter problema e ele me garantiu que não, só que agora estou com medo. Como posso fazer com essa falha, e já aproveitando, seria bom fazer uma coluna pra aguentar o peso dessa viga?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Renata, o ideal seria você fazer a estrutura com um engenheiro ou técnico em edificações. O que eu posso lhe dizer é que vigas e pilares são o esqueleto da construção, então nem pilares nem vigas podem ter qualquer falha. É perigoso pois são estes elementos que sustentam a casa e com o tempo a fissura pode aumentar e causar danos maiores a casa e ao morador. O correto é fazer uma nova viga (sem falhas) e aproveitar que está no início da obra (mais fácil de solucionar).
      Boa sorte!

      Excluir
    2. Então quer dizer que é melhor demolir a viga?

      Excluir
    3. Se tiver fissuras o aconselhável é fazer uma nova. Vigas e pilares jamais devem ser "remendados", são o esqueleto da casa. Mas é de sua escolha decidir o que fazer, Renata. Procure decidir com um outro profissional (além do que já tem) e em obra.
      Abraço.

      Excluir
  10. gilmara 18/06/1418/06/14 05:09

    Bom dia!
    Me chamo Gilmara, moramos no terreo e observamos uma trinca que segue em linha reta e abrange uma parede lateral o teto, o piso do primeiro andar e o teto tambem do primeiro andar, ficamos preocupados.
    Agora os agravantes: Nossa casa foi construida em um terreno que deu rocha com 50 centimetro de profundidade mais corre muita agua na temporada de chuva e outra coisa mantemos dois tanques de 3.000 litros em cima da lage, solicito seu auxilio.
    Desde ja obrigada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Gilmara. Seu caso exige atenção imediata, está perigoso. Você precisará do auxílio de uma empreiteira para ver o que se pode fazer.
      Boa sorte!

      Excluir
  11. Olá! Moro em um prédio de 14 andares com mais dois andares de garagem, um play e a cobertura... Venho observando que tenho várias fissuras no meu apartamento. No piso da minha varanda tenho algumas que são como na figura 7 e são perto de um ralo simples. Não são profundas. Meu piso nunca foi trocado, portanto é bem antigo. No teto, noto que há fissuras bem clarinhas que não são em linha reta, mas também não tem várias ramificações como no piso. Reparo poucas fissuras nos tetos. 1 ou 2 em alguns cômodos. Em um corredor não muito largo para a saída, tenho uma fissura que vai de uma ponta a outra no teto. Mas são bem clarinhas e me da a impressão de ser somente tinta. O que mais me chama atenção é na parede que faz divisão com a varanda. No começo era a tinta descascando e a parte branca que fica antes da tinta já se foi também. Mas agora acho que se encaixa em uma rachadura. É bem grandinha com 2 mm de largura e aparenta ter 1mm de profundidade. Tenho medo de ser grave, pois morro de pavores do prédio desabar. Isso seria caso de procurar ajuda ou é somente a minha pintura que está ficando velha (foi feita em 2004) ? A pintura do teto da varanda de alguns vizinhos eu percebo que também está descascando.
    Me desculpe a falta de conhecimento e talvez o possível exagero, mas por favor me ajude.
    Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Grabriela. Primeiro, se você mora em apartamento, o certo é contatar o síndico do seu prédio, ele deve te dar as diretrizes. Segundo, se você tem várias fissuras, é recomendando chamar um profissional de obra para examinar.
      Boa sorte.

      Excluir